Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Odeio amores pequenos, amor de boca, amor sem nexo, sem lógica. Amor que não é amor mas querem que eu acredite que é. Odeio quando as ações contradizem todas as palavras mas querem que continuemos a acreditar em uma ilusão. Palavras não resolvem meu problema. Uma boa dose de ação, sim! Amor de verdade faz uma única coisa e assim me prova todos os dias que me ama: Cuida de mim, de um jeito ou de outro, cuida de mim. Apenas cuida de mim! Caladinho, sem jogar palavras ao vento, sem dar declaração ao mundo. Caladinho, cuida de mim. Esse é o amor que eu quero pra toda a minha vida. Melhor do que um eu te amo de palavra, é vc pedir a alguém pra dizer que te ama e essa pessoa responder: Eu não preciso falar isso. E esse silêncio junto a ação dispensar declarações... É melhor um amor calado verdadeiro do quê um amor de palavras sem ação. Eu te amo não enche barriga de ninguém. Falar eu te amo é fácil, agir como se realmente amasse é que é difícil.