Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

OU SUPORTA MEUS DEFEITOS OU JOGA FORA MINHAS QUALIDADES

Gostaria de te presentear só com o melhor de mim: Meu sorriso e a minha alegria; Meu olhar, minha boca, minhas fantasias.

Minha sinceridade, meu respeito, meu amor. Esse arco-íris que carrego cheio de cor.

Mas eu a ti aceitei como a mim tu foste dado. Eu me contive com tuas duas metades, não quis tirar nem por nenhum aparato.

Então, se metade de mim te agrada e a outra não, eu não posso partir-me ao meio. Não posso monopolizar essas minhas tais virtudes e me livrar dessas imperfeições que me completam, que definem a minha personalidade.

E é pensando em ti que eu deixo nas tuas mãos a escolha: Suporta os meus defeitos ou joga fora minhas qualidades!

Nenhum comentário:

Postar um comentário