Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

sábado, 30 de agosto de 2014

SÓ UM PEDACINHO E O REFRÃO, JOÃO EDUARDO


.... e no calor dos teus braços esqueço um outro abraço.
Beijando a tua boca esqueço outras bocas.
Esse momento que me dei ninguém mais me tira
Tô me sentindo seu... e vc só minha.

Tô me sentindo seu e você só minha.
Tô me sentindo seu e você só minha.
Me sentindo seu...

... mesmo que só por um dia.

MEU LIVRE ARBÍTRIO

Eu falei que não ia transformar a noite passada em um texto, mas hoje, pensando bem, não quero transformá-la em um texto, e sim em um livro, de preferência de conto de fadas.

Um dia eu disse que o certo e o mais fácil é começar pelo começo. Mas esqueci que minhas redações eu nunca consigo começar e nem desenvolver sem antes definir o final, a última frase.

E foi assim que nós começamos: pelo final. 4 anos desfeitos em uma noite. Ainda está bem nítido na minha memória cada olhar, cada gesto, cada expressão e principalmente o ósculo molhado daquela boca. Se fecho os olhos consigo sentir os abraços, o carinho... a perfeição de um momento tão passageiro que se eternizou em minha memória e em meu coração.

Hoje só me resta pedir perdão a Deus pelas minhas ações tão contraditórias, pelos meus erros tão conscientes e esperar que essa história seja escrita pela mão que a criou, sem expectativa minha. Estou disposta a fazer apenas o meu papel. E neste espetáculo eu sei exatamente a hora de entrar e, principalmente, a hora de sair. Mas eu não quero sair!

TODA FORMA DE AMOR É VÁLIDA

Um dia falei pra uma amiga:

-Olha a bolsa que ganhei de meu namorado. É por isso que eu o amo!

Ela disse: - Isso não é amor, é interesse!

Ela quis dizer que amor é o caso dela: UMA SURRA POR DIA!

Eu quis dizer que o amava porque ele sempre lembrava de mim mesmo sem necessidade, pois ele já faz tanto! É o fato dele querer fazer eu me sentir lembrada, amada (nesse caso sem apanhar). Por ele cuidar de mim, querer que eu e meu filho estejamos sempre bem...
Não julguemos o gosto das pessoas. Então peço respeito pelo meu gosto.

Ela apanha e eu ganho presente. E assim cada uma é feliz do seu jeito!


E viva as mulheres que são amadas (tanto as que são apanhando, como as que são ganhando presentes e sendo paparicadas) cada uma do seu jeito preferido.

NÃO SE METAM NA VIDA DO OUTRO

Esses dias fui ao banco e precisei colocar meu filho de castigo no cantinho e ele ficou lá brincando. Uma mulher, querendo se meter na situação, chegou perto de mim e me olhou com cara de merda, não preciso nem dizer com que cara olhei pra ela, né? Mas me segurei. Um cordão branco que ela usava, quando ela chegou bem perto de mim, o bicho se desfez no chão. Ela deu um passo pra trás desesperada e disse assim pra o guarda: Ela é tão carregada que até meus orixás se desmancharam. Olhei pra ela e disse: BOM SABER QUE NEM OS CABOCLO TÃO PODENDO COMIGO!!! FICA A DICA!

COMO NÃO PERDER AMIGOS INUTILMENTE

A riqueza de argumentos ás vezes é inútil quando se fala a alguém que está determinado a não entender ou a defender um ponto de vista que nem ele mesmo acredita. É uma perda de tempo que levará a perda de paciência e a uma possível indignação que pode ser evitada apenas ignorando o ser ou conversando somente coisas compatíveis com seu entendimento. Eu aprendi isso na prática, mas antes perdi amigos inutilmente.

DIZEM QUE SOU CATÓLICA!

Não basta acreditar em Deus somente em palavras, querer evangelizar os outros sem evangelizar-se primeiro. Querer mostrar uma pessoa que não é, usando a palavra do Senhor e ainda recriminar quem vive decentemente na lei do Jesus por livre e espontânea vontade mas sem divulgação. Isso é ridículo e hipócrita e imbecil e repugnante e todos os adjetivos cabíveis à situação. Eu detesto igreja, templo, terreiro e etc, mas vou a qualquer um dependendo da companhia, se eu estiver com vontade e se não for muito barulhento. Respeito meus amigos católicos, evangélicos, macumbeiros, espíritas... mas quero que respeitem também a minha crença. E a minha crença está nas minhas ações, no meu dia-a-dia. Religião não é atestado de caráter! E aquela saia lá nos pés que uso às vezes, não é pra bancar de santa, é simplesmente porque acho linda e uso qualquer roupa. Inclusive um palmo de short que frequentemente irão me ver com ele.

EU POSSO SOFRER DE AMOR? EU QUERO!

Eu posso sofrer de amor? Eu quero! ...e eu pedi seu número usando uma desculpa convincente e de uma forma bem discreta. Mas depois eu me arrependi, porque eu não queria que ele pensasse que eu estava dando em cima dele. Eu queria que ele tivesse certeza." Deveria ter sido mais direta, então! Na hora de anotar esqueci o nome do boy fardado e disse: Me fala de novo seu nome porque eu não lembro. Ele sorriu pra mim com aquele jeito sedutor como uma reprovação ao meu esquecimento. Eu olhei nos olhos dele e disse: vai dizer que vc lembra o meu?! Ele: Na hora que vc entrou eu lembrei mas agora esqueci. Eu: Tudo bem! Afinal, eu sumi! Mas me diga o seu. E ele disse e em seguida completou: mande um mensagem dizendo o seu! (Ganhei o bofe) kkkkkkkkkkkkkkkkk Mas e aí, como anda a vida dele? Será se continua solteiro, ou será se está enrolado? Por que não respondeu minha mensagem? Será se ele tem dúvida de que eu estava dando em cima dele e não quer arriscar ou será se tem certeza e quer dar uma de difícil? Quer vingança porque da outra vez ele me deu seu cartão e eu nunca liguei e ainda perdi!? Alguém explica pra ele que eu tenho um sério problema de memória e que estou pedindo perdão! Ele era pra ter um jeito durão, mas tem uma seriedade tranquila, um jeito apaixonante. Me apaixonei!!! Meu novo amor platônico. Decidi que vou viver agora um amor platônico. Eu quero sofrer um pouco de amor! Espero que ele não me responda por enquanto, pra eu ficar nessa aflição. E quando eu for lá resolver meus assuntos bancários, espero que ele não tenha tempo pra ficar de bate-papo comigo, pra eu ficar doidinha de raiva e de vontade de conversar com ele. Mas só não perdoo se não pegar minha senha, pra quando eu chegar eu ser a primeira da fila.

CALCULANDO HOMEM

O cabra mostra 10 qualidade e 5 defeito e depois vem os outros dizer que eu boto banca. Meus fi, aqui é = a CESPE: Qualidade é peso um e defeito é peso dois. Some aí que você vai ver que, no final das contas, pra mim, ele num vale é nada!!!

PAIXÃO INTERROMPIDA

Decepcionada! Sabe quando você conhece uma pessoa que em duas horas ela se mostra super interessante e você passa meses sem vê-la e quando a reencontra ela destrói toda aquela imagem que construiu, em apenas uma conversa de 30 minutos? Que desilusão cruel! Estava tão gostosa aquela fantasia! Desencantei, já. Bem que eu deveria ter ficado quietinha e ter vivido meu amor platônico, ter curtido um pouco mais o sofrimento do querer e não ter, sem expectativas. Eu só queria viver um pouco uma ilusão. O que foi? Ás vezes eu gosto de sofrer, posso?!

MOMENTO NOSTALGIA

.
E quando eu olho da janela da minha cozinha, 3 da tarde, essa cancela de madeira cagada de merda de passarinho, esse lugar ao ar livre, esse cheirinho de café mal feito que eu tô fazendo (acho que foi o açúcar mascavo que esculhambou o café)... parece que eu estou lá no encantado ou no alferes ou no genipapeiro... que lembranças, que saudade! Meu eterno Ceará

ERA ELE

E entre mil números, apareceu o dele: (011). Podia ser qualquer pessoa, menos ele que em cinco anos nunca me ligou. Menos ele que não atendeu minhas ligações durante 20 dias que eu estive em São Paulo. Menos ele e fim. Bastou um oi para eu reconhecer a única voz que eu inconscientemente desejava ouvir. E pensando estar delirando, perguntei: Quem fala? Não que eu não soubesse, mas eu não acreditava. Aquele sorriso perguntando se eu não reconhecia mais sua voz era inconfundível. Claro que era ele. Ele que não me atendeu porque não estava mais usando o número para o qual eu liguei, ele que mesmo depois de tanto tempo, de toda distância e todas as circunstâncias ainda permanece adormecido em meu coração, como no conto da branca de neve: Basta um beijo para despertar! Meu eterno amor proibido. 5 anos se passaram Agora, depois de tanto tempo, existe uma longa estrada entre a ilusão e a realidade. Entre SENTIR e AGIR. Eu não posso me prender a vida inteira a uma louca paixão, eu me prendo a várias. Eu vivo o que a vida me dá pra viver. Não sou ingrata! Hoje eu tenho um lual, um churrasco e uma festa de criança. Mas eu só sou uma e preciso decidir. Não há indecisão, há uma escolha e não importa o que eu vou escolher, eu vou viver aquilo que escolhi e vou viver bem e vai ser inesquecível. Alguma pessoas dizem: Só se ama uma vez na vida. Amor de verdade é pra sempre. POIS DIGO E AFIRMO: EU AMEI, EU AMO E EU AMAREI. E ENTRE ESSES TRÊS TEMPOS O SUJEITO NÃO SE REPETE E A MAIORIA É INESQUECÍVEL.