Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

SIMPLES ASSIM


Gosto dos dias comuns, que não me trazem lembrança alguma. Apenas despertam o desejo do novo, a vontade de fazer acontecer coisas que eu quero que fiquem no presente e quando virar passado não seja uma lembraça muito dolorida. Não gosto de nenhuma data comemorativa. Gosto dos dias comuns e de Sol!!!