Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

COM VOCÊ OU SEM VOCÊ

Com você ou sem você
os pássaros continuarão a cantar
as flores continuarão a desabrochar
e o Sol, de vez enquando, a aparecer.

Com você ou sem você.
Nada irá parar
a vida continuará
queiramos ou não isso entender.

O que realmente importa permanecerá
com você ou sem você.
Porque não podemos restringir o universo a um planeta.

Nao há tempo a perder
Nao há o que esperar
se você escolheu ser cometa.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

ROMANCE PROIBIDO

Eu, não sou pronome pessoal do caso reto.
Sou verbo transitivo à procura de um objeto...
encontrei mas o perdi.
Meu objeto direto, indiretamente invadiu minha vida
transformando-a em versos.
E eu que pensei estar vivendo uma poesia.

Foi um romance cheio de interrogações
mas na ausência das respostas
apenas exclamações às reclamações que eu fazia.

Depois de tantas vírgulas, obrigatoriamente um ponto final...
...mal colocado,
em uma história, mal acabada,
de uma amor mal vivido,
de um sentimento sem sentido.
Um romance proibido!!!

ECLIPSE

No lamento da noite as estrelas choram angustiadas a falta que você me faz
porque elas não são mais o grande cenário que sela o nosso amor.
Já não são apontadas e nem comparadas as nossas declarações eternas
e nem ao nosso amor infinitito que por culpa do destino chegou ao fim.

(Culpa sua para mim. Culpa minha para você.
Culpamos o destino para não culparmos nós dois)

E assim seguimos, em frente, por caminhos diferentes.
E os nossos olhares, como a Lua e o Sol,
se encontram num eclipse constante e raramente,
e ficam à espera, do tempo que passa lentamente,
por um novo eclipse amoroso.

SONHANDO ACORDADA

Nem tudo é como a gente espera
As pessoas quase nunca tomam as atitudes que a gente deseja
Porque a vida não acontece como a gente planeja.

Eu nao recebi todos os abracos que quis
nem todos os beijos que sonhei
Apesar de tudo fui muito feliz
mas hoje acordei...

...acordei pra uma realidade sonhada
e continuo sonhando,
mesmo acordada.

Um dia eu amei
Hoje, estou disposta a também ser amada.
O que eu perdi, eu já perdi.
Quero ser feliz com o que eu encontrei
      e mais nada!!!

domingo, 15 de janeiro de 2012

A MIGUEL ARTHUR

A tristeza que tenho
eh decorrente do medo que sinto...
...mais nada.
No fundo eu estou muito feliz!
...e em relacao as lagrimas,
eh que eu perdi o controle da divergencia dos meus sentimentos.
Estou sempre te esperando ansiosa
como quem espera pelo Sol
apos dias e dias de chuva.

AMOR PROIBIDO

O que nao era
de repente passou a ser
E o que se tornou naquele tempo
hoje ainda eh o que era:
... da mesma forma
... do mesmo jeito
... com a mesma intensidade.

E o descontrole existente
por consequencia das circunstancias
se tornou inexistente
por causa da distancia.

Se ha volta ou recomeco, isso eh um acordo
entre a LEMBRANCA,
a CONSCIENCIA
e a SAUDADE.

ÚLTIMA CONDUÇÃO

Nosso silencio pairava em meio a tanto barulho.

Minha boca nao falou
mas meus olhos e minha mente nem por um segundo se calaram.

Pena que voce nao quis escutar.

Se tinhamos algo para falarmos
nos privamos de ouvir-nos
ese tinhamos algo para ouvirmos
nao nos propusemos a falar-nos.

Em meio ao nada pensamos em tudo
e apesar de tudo nao dissemos nada.

Paramos nosso eterno momento
em um breve espaco de tempo que passou.
Era tao grande e verdadeiro o sentimento quanto era triste a dor.

Nao sei se morreu a esperanca
mas tenho a certeza que apesar de tudo
continua vivo o amor.

(poesia escrita ha alguns anos. A semente nao germinou.)

domingo, 8 de janeiro de 2012

SONETO DO "AMOR SEM FIM"

Comparemos o infinito, o eterno amor
a nada que seja permanente
a tudo que passe apressadamente
como o desabrochar de uma bela flor.

Comparemos este mesmo amor
a vida que passa imperceptivelmente
a morte que de repente chega de repente
a um lindo sonho que criou asas e voou.

E nao ouse de mim discordar
criatura alguma que nao sabe o que e amar,
criatura alguma que na vida nunca amou.

O amor foi, eh e sempre sera
o que chega pra ficar
mas tudo o que deixa eh lembranca, saudade e dor.