Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

OLHAR E NÃO VER

Todos os dias você me olha
me cobre da cabeça aos pés com seu sarcástico olhar malicioso.
Mas eh tudo...
...tudo que seus olhos lhe permitem: apenas me olhar!
Quem sabe um dia você me vê...
...e me vê acalentada em outros braços,
sentindo o gosto de outros beijos e
a angustiosa sensação de ter sido olhada por você e vista por outro.

Todos os dia você me olha
Mas se um dia você me ver
e perceber que meus olhos ainda não se fecharam para os teus,
que meus braços continuam abertos esperando teus abraços,
e minha boca ressequida a espera do ósculo molhado de tua boca,

corre! Acalenta-te em meu peito, mata o meu desejo e se afoga nesta paixão.

Perdoe-me se eu for apenas uma aparição!

Nenhum comentário:

Postar um comentário