Tudo o que ela queria é que aquela mentira passageira fosse uma verdade duradoura e que a ausência do que não existia se tornasse uma realidade presente e constante em sua vida. Mas como assim não era, decidiu seguir em frente deixando muita coisa pra trás, sem sofrimento e sem arrependimento; pois como ela mesma dizia, um final é sempre sinônimo de um novo começo, e um novo começo é sempre uma nova oportunidade para ser feliz.

Quem é ela? Eu!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

MEU PROBLEMA DE INTENSIDADE

Não sei viver a felicidade apenas. Só sei viver a felicidade absurda. Porque pra mim, uma felicidade que não é absurda é uma tristeza controlada. E eu não sei controlar sentimento algum. Ou eu vou morrer de rir, ou eu vou morrer de chorar. Esses extremos que me matam!

O AMOR NÃO É CEGO

Não, o amor não é cego. Cego é quem não ama. É preciso uns dois graus de amor pra ver o que vejo.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

QUERO SER SEREIA EM UM MAR SÓ MEU

Não gosto do subtendido. Preso o óbvio. Sou clara como as águas de arraial na esperança de ver o reflexo do que sou. Gosto de mergulhar, mas só mergulho se eu vir o fundo do mar. E sou intensa, ou mergulho pra ir além ou fico de fora apenas curtindo a brisa por um determinado tempo. E por ser óbvia, qualquer um sabe quando viro sereia. (Quando eu tomo o mar é quando o mar me toma). Meu mar, não me permita mergulhar em rios que eu possa gostar.

sábado, 20 de agosto de 2016

SAUDADE DE UM SÁBADO À NOITE

Sábado, à noite, sozinha, me faz sentir saudade dos sábados à noite em que eu estive acompanhada e, muito bem acompanhada. Saudade de um frio e de uma garoa que não volta. De um calor que nunca mais vou sentir. Saudade da atenção, da noite de sábado dedicada ao meu bem estar, a fazer coisas que eu gostava de fazer só pra me agradar, tbm pq gostava de me ouvir cantando borbulhas de amor. Não se faz mais sábados à noite como antigamente!! rsrs Ou melhor, eu não tenho feito mais sábados à noite como antes. Vou fazer uma campanha por sábados melhores.

terça-feira, 2 de junho de 2015

QUANDO JÁ NÃO HÁ MAIS NADA A DIZER

...e de repente chega a um ponto em que o dicionário se torna pequeno e as palavras ficam escassas. É quando tudo já foi dito. Não há mais sinônimos e nem mesmo neologismos, e assim o tempo é perdido inventando-se histórias ao invés de ser aproveitado criando-se um novo conto.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

OU SUPORTA MEUS DEFEITOS OU JOGA FORA MINHAS QUALIDADES

Gostaria de te presentear só com o melhor de mim: Meu sorriso e a minha alegria; Meu olhar, minha boca, minhas fantasias.

Minha sinceridade, meu respeito, meu amor. Esse arco-íris que carrego cheio de cor.

Mas eu a ti aceitei como a mim tu foste dado. Eu me contive com tuas duas metades, não quis tirar nem por nenhum aparato.

Então, se metade de mim te agrada e a outra não, eu não posso partir-me ao meio. Não posso monopolizar essas minhas tais virtudes e me livrar dessas imperfeições que me completam, que definem a minha personalidade.

E é pensando em ti que eu deixo nas tuas mãos a escolha: Suporta os meus defeitos ou joga fora minhas qualidades!

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

UMA PESSOA NÃO FORMA UM CASAL

É preciso falar a mesma língua, olhar sob o mesmo ponto e seguir rumo à mesma direção, porque, sozinha, uma pessoa não forma um casal!